Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

E AQUELAS MENINAS?





Eram duas. Na época, andavam pelos dez, doze anos, quase adolescentes.
Batiam à porta, todo dia, na hora do almoço, pedindo comida. Não se agradando do “cardápio”, jogavam tudo fora logo na primeira esquina.
Nunca foi possível manter um diálogo com elas. Pareciam habitar outro mundo.
Agora, já devem estar adultas. E desapareceram de nossas portas.
Pensar que estão bem instaladas  na vida, com marido, filhos bem cuidados, é ser muito otimista.
Mais certo é supô-las como vítimas de vícios ou desses crimes que vêm ocorrendo em nossa cidade, nos pátios de prédios abandonados. Crime passional, pela divisão de coisas roubadas. Ou drogas.
Na escola da vida em que se formaram, só podemos esperar algo semelhante.
A verdade é que as vilas da periferia se expandem assustadoramente, sem que se saiba de onde vêm e do que vivem seus habitantes. Os primeiros, supõe-se, são os gaúchos a pé, aqueles que perderam seu ganha pão na campanha e vêm tentar a sorte na cidade.
Mas os empregos são poucos, e os mais jovens descambam facilmente para o crime, o submundo, a marginalidade. Os valores da família são logo esquecidos. A própria família desaparece, aos poucos, e só restam os filhos de ninguém.
Pode parecer que os problemas sociais não existam, ou diminuíram, porque é raro encontrar um pedinte nas ruas do centro.
Mas a miséria continua escondida, com gente velha e doente, mas honrada, com vergonha de pedir. É preciso procurá-los, levar-lhes algum conforto , no meio da indesejável vizinhança de delinqüentes, mulheres da vida, arruaceiros.
Entretanto, a solidariedade ainda existe entre eles, e quando a gente vê gente humilde e carente repartindo o pouco que tem com seu vizinho mais necessitado, renasce a esperança de que o mundo dos homens ainda não está totalmente perdido.
Mas, e aquelas meninas, onde estarão agora?

Um comentário:

  1. Na verdade quem não dá de ombros para situações semelhantes a essas? Ao ler essa postagem todos levam um soco na moral. ‘°~°
    A propósito, por acaso, quer ver onde a coisa anda russa?>>> O http://jefhcardoso.blogspot.com aguarda por um comentário de sua parte. Abraço e bom final de semana!

    ResponderExcluir